Assuntos de Goiás TV

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Roma, Berlim e Londres estão perplexos e não poupam críticas a proibição de Trump a refugiados | Conexões com o Mundo

A juíza do Tribunal do Distrito Federal do Brooklyn, Ann Donnelly, suspendeu parcialmente na noite deste sábado (28) a proibição da entrada nos Estados Unidos de imigrantes vindos de sete países com maioria muçulmana.    Donnelly proibiu que os refugiados que já estavam em solo norte-americano fossem expulsos do país porque […]
trump
Merkel, Gentiloni, Johnson e Trudeau condenam atitude: A chanceler alemã, Angela Merkel, condenou a ordem executiva de Trump contra os imigrantes. 

Segundo seu porta-voz, Steffen Seibert, a medida “não é justificada” e a chanceler “está convicta que a tão necessária luta contra o terrorismo não justifica” uma lei do tipo “com base apenas na origem ou na crença”. 

 Merkel conversou por telefone com Trump neste sábado e, segundo o jornal “Bild”, na conversa de 45 minutos, os dois trocaram convites para visitas em cada país e reforçaram a importância das relações bilaterais. 

 O premier da Itália, Paolo Gentiloni, também se manifestou neste domingo (29) sobre a medida de Trump. “A Itália está ancorada em seus próprios valores. Sociedade aberta, com identidade plural, nenhuma discriminação. 

São os pilares da Europa”, escreveu.

Apesar da premier britânica, Theresa May, não se manifestar sobre a medida de Trump, o ministro das Relações Exteriores, Boris Johnson, condenou a ordem.

“Protegeremos os direitos e as liberdades dos cidadãos do Reino Unido em nossa pátria e no exterior. É divisivo e errado estigmatizar com base na nacionalidade”, escreveu em seu perfil no Twitter. 

 Já o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, também usou as redes sociais para mostrar sua contrariedade à medida do presidente do país vizinho.

“Para quem foge das perseguições do terror e da guerra, saibam que os canadenses lhe darão as boas vindas, não importando qual seja a sua fé. A diversidade é a nossa força”, escreveu no Twitter. 
 Fonte: ANSA
 

sábado, 28 de janeiro de 2017

As duas grandes facções criminosas do Brasil: a dos traficantes e a dos CORRUPTOS

domingo, 22 de janeiro de 2017

Político que preza a popularidade quer estar com Iris! Marconi e partidos da base aliada tentam aproximação com o Peemedebista – Politica

O político carismático, admirado por todos aqueles que militam ou militaram na política do estado nos últimos 50 anos, Iris Rezende muitas é desrespeitado por aqueles que gostariam de ter sua benção em seus projetos, estar ao seu lado nas lutas e não estão por diversas razões. 

Políticos ou apadrinhados dos mesmos falando mal de Iris é mato nesta terra, mas não é difícil perceber o quanto todos em Goiás respeitam a história do líder peemedebista que mantém o estilo único de fazer política a mais de meio século.
Para aqueles que não se lembram, ou fazem questão de esquecer, todos os políticos de expressão em Goiás em algum momento da sua vida pública teve alguma ligação com Iris Rezende. 

O Governador Marconi Perillo, O Senador Ronaldo Caiado, o Deputado Federal Thiago Peixoto, a Senadora Lúcia Vânia (tia do Deputado Marcos Abrão), Vanderlan Cardoso, entre outros, todos já passaram pelo PMDB ou apoiaram os projetos de Iris Rezende em alguma eleição.



O governador Marconi Perillo (PSDB) sempre quis uma aproximação com Iris, na eleição de 2016 cogitou até apoia lo na disputa pela Prefeitura de Goiânia, mas o indigesto apoio foi rechaçado pelo partido e não prosperou. 

Parece que o líder Tucano não desistiu da empreitada e sempre que tem oportunidade procura demonstrar sua admiração e interesse numa parceria política. 

Esta aproximação política com Iris Rezende (PMDB) vai acontecer em algum momento, da mesma forma que se deu com Maguito Vilela nos anos em que ele comandou Aparecida de Goiânia, ninguém duvida disso.



Marconi Perillo se reuniu na manhã do último dia 13 com o Prefeito de Goiânia no Palácio Pedro Ludovico, e fez questão da presença de todo 1º escalão do Governo estadual. 

Procurando desconversar, Marconi Perillo disse que a reunião foi puramente administrativa entre o Governador e o Prefeito.
“Nós não tratamos disso. Política no ano de eleição, e graças a Deus só tem dois meses, o debate político é muito curto. Isso facilita uma relação administrativa muito mais forte. Porque, no debate eleitoral acaba que os ânimos se acirram um pouco. Passada a eleição, isso acontece no mundo inteiro, acabou. É preciso unir, somar força, juntar todas as forças, todas as energias positivas em favor de um projeto maior”, explicou.
  
  
iris4
Quem viver verá, Marconi Perillo rendendo homenagens a Iris Rezende em breve, Iris Rezende é na opinião de muitos o maior político da história de Goiás e seguramente o que mais tem identificação com o povo. 

A aproximação definitiva só não aconteceu ainda porque a outras feridas a serem fechadas, e Dona Iris seria um entrave para que os dois maiores governantes da história de Goiás possam caminhar juntos.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

‘Será que investigado pode indicar investigador?’, diz jurista sobre Temer nomear sucessor de Teori – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

A morte do ministro Teori Zavascki cria uma lacuna na operação Lava Jato, da qual ele era relator no Supremo Tribunal Federal, e a necessidade do Presidente indicar um novo Ministro para o STF .
 
"O problema é: pode o investigado indicar o investigador? Podem o Senado e Temer, que são citados nas delações premiadas, indicar quem os investigará?", questiona Joaquim Falcão, professor de Direito da FGV-RJ e especialista na atuação do STF. 

 "Há duas indicações a fazer neste momento: uma é o novo ministro, que será feita por Temer e aprovada pelo Senado. Outra é quem será o relator da Lava Jato, que Cármen Lúcia (atual presidente do Supremo), terá que decidir", explica à BBC Brasil.
 

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Turbulência no Legislativo: Sete vereadores vão à Justiça exigir nova eleição na Câmara de Goiânia – Assuntos de Goiás | Questão Brasil

Mandado de segurança proposto por Jorge Kajuru (PRP) recebeu apoio de parlamentares, que denunciam interferências


Para justificar o pedido de impugnação da eleição do dia 1º, Kajuru elenca, ainda, o regimento da Casa, que impede a presença de pessoas alheias no plenário. 

“De acordo com o artigo 56 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Goiânia, que trata da realizações de sessões ordinárias, somente podem permanecer na parte interna do plenário, os funcionários para secretariar os trabalhos; representantes da Imprensa e convidados pela Presidência”, lembrou. 

 Além de Wladimir, o deputado estadual Bruno Peixoto (PMDB); os secretários de Governo e de Planejamento da prefeitura de Goiânia, Samuel Almeida e Agenor Maiano, respectivamente; e a ex-vereadora Cida Garcêz (PMN) teriam ficado até a sessão ser suspensa, por volta de 3 horas da manhã de segunda-feira (2). 

Força 


O mandado de segurança impetrado por Kajuru recebeu apoio de pelo menos outros dez vereadores. Seis assinaram em conjunto a ação: Priscilla Tejota (PSD), Dra Cristina (PSDB), Elias Vaz (PSB), Cabo Senna (PRP), Paulo Magalhães (PSD) e Milton Mercez (PRP). 

 Outros quatro foram arrolados como testemunhas de que, realmente, Wladimir Garcêz e representantes de grupos econômicos comandaram reuniões: Romário Policarpo (PTC), Sargento Novandir (PTN), Wellington Peixoto (PMDB) e Paulinho Graus (PDT). 

 Presidente da Câmara de Goiânia, Andrey Azeredo (PMDB) está em viagem e não atendeu aos telefonemas do Jornal Opção.

  

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Senadores da base aliada querem Renan Calheiros na CCJ para contrapor MPF – Profissão Político

O colegiado, o mais importante da Casa, terá de sabatinar em 2017 o nomeado para a Procuradoria-Geral da República 



A avaliação dos que incentivam Renan a assumir a comissão é de que ele poderia usá-la para, por exemplo, questionar a atuação do atual procurador-geral, caso Janot busque uma segunda recondução. 

O Estado mostrou ontem que o chefe do MPF tem avaliado disputar um terceiro mandato. Janot chegou a pedir, sem sucesso, a prisão e o afastamento de Renan do comando do Senado.

Cabe ao presidente da CCJ indicar o relator de indicações de autoridades, como o procurador-geral, e demais proposições, além de marcar as sessões de discussão e votação das matérias. 

De modo geral, ele também tem condições de ditar o ritmo das discussões, podendo atrasar ou acelerar o andamento das proposições. 
23mai2016-o-presidente-interino-michel-temer-2-a-esq-entrega-ao-presidente-do-senado-renan-calheiros-pmdb-alcentro-a-proposta-de-nova-meta-fiscal-para-o-ano-de-2016-com-deficit-de-r-170-14640345668
Alvo de mais de uma dezena de inquéritos na Lava Jato abertos por Janot e réu em uma ação penal, o peemedebista fez duras críticas ao procurador no ano passado, a quem acusou de agir por vingança e fazer denúncia "nas coxas". 


Fonte:  Época NEGÓCIOS | Brasil

ESCÂNDALO: Jornal O Globo denuncia fraude no ajuste fiscal do governo de Michel Temer – Politica

Temer está produzindo o maior rombo fiscal da história do País, e um dos maiores do mundo, de 9% do PIB, e ainda assim reajustando salários de castas privilegiadas do funcionalismo.
 
 É o que aponta o jornal O Globo, em editorial deste domingo, que revela a farsa do ajuste fiscal de Temer. 

 Confira: 

 A incoerência de Temer ao reajustar servidores

Período de algum relaxamento, as viradas de ano podem ser usadas por governantes para tomar decisões que gostariam que não fossem notadas. 

Desta vez, a contagem regressiva para a chegada de 2017 coincidiu com a Medida Provisória 765, um presente de reajustes para oito categorias do funcionalismo público e, além de outros atos, a criação de um bônus de produtividade e eficiência para auditores fiscais e analistas tributários da Receita, extensivos a auditores do Ministério do Trabalho. 

 Nem parecia um país que encerrava 2016 ainda com preocupantes déficits fiscais: na faixa de 9% do PIB, considerando-se as despesas com juros — três vezes mais o admitido na União Europeia —, e 3% sem elas, números a serem confirmados mais à frente. 

Pelo segundo ano consecutivo. Um contrassenso.

Ao se detalhar a MP, constatam-se altas irresponsabilidades. Há reajustes de até 53%; o bônus é retroativo, para abranger o mês de dezembro e, o pior, estende-se a aposentados e pensionistas. 

Um bônus de produtividade para quem não mais produz (!). Como o Congresso não aprovou os percentuais de aumentos, o Planalto editou a MP no luscofusco de fim de ano. 

 Tudo é possível no alegre reino da fantasia do funcionalismo federal. Mas não no duro universo dos servidores estaduais, onde o poder público não pode contrair dívida para colocar em dia salários e benefícios. 

A União pode, e tem feito isso.

Procurada pelo jornal “Valor”para dar explicações, a Receita tentou sair pela tangente e piorou a situação: disse que o mesmo acontece na AGU e na Procuradoria Geral da Fazenda, entre outros braços da burocracia. Isso significa que o absurdo — inativo e pensionistas premiados por eficiência e produtividade — drena dinheiro do contribuinte há algum tempo, privilégio que deverá se espalhar nas pautas de reivindicações das categorias dos servidores. 

Desde que assumiu como presidente interino, Temer tem contrariado, desta forma — dando aumentos salariais —, a austeridade que prega e cobra, com acerto, dos governadores.

Já passaram pelo Congresso, enviados pelo governo Temer, mais de dez projetos de reajustes salariais. 

Apenas esta MP representa uma despesa adicional de R$ 3,8 bilhões, este ano. Até 2019, R$ 11,2 bilhões.

Há duas justificativas oficiais: os reajustes haviam sido acertados anteriormente, no governo Dilma, e existe dinheiro no Orçamento. 

Mas, na verdade, não há esta certeza, porque o mesmo governo que gasta em salários como se não houvesse amanhã aprovou no mesmo Congresso um teto constitucional para os gastos. 

 Parecem dois presidentes em um só: um gasta, o outro corta. Quem vencerá? 

O Planalto deve se preparar para decidir onde cortar, para atender ao crescimento dessas despesas com salários, bônus e aposentadorias. 

Depois da PEC do teto, o total das despesas não pode crescer mais, este ano, que os 6,29% da inflação de 2016. Vai chegar a hora de definir prioridades. 

 Fonte: Click Política

domingo, 15 de janeiro de 2017

Cobiçando a cadeira de Alkimin em 2018, Doria volta à ataca Lula gratuitamente em ato populista – Politica

Prefeito participou da terceira ação do Cidade Linda 
lula
Doria aproveitou a terceira ação do Cidade Linda para alfinetar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

Na manhã deste sábado, Doria chamou o ex-presidente de "o maior cara de pau do Brasil".Ao participar do projeto de zeladoria da capital, Doria plantou mudas - além de limpar grafites na Avenida 23 de Maio.



"Essa é uma muda de pau-brasil. Vou dedicar o plantio dessa muda ao Lula, Luís Inácio Lula da Silva, o maior cara de pau do Brasil. Presente para você, Lula." disse o prefeito sob aplausos. 

A declaração foi filmada pela equipe da Prefeitura e divulgada por Doria em sua página no Facebook. 

Fonte:  Época NEGÓCIOS | Brasil

No radar da Polícia Federal, Geddel Vieira Lima mantém influência no Governo Temer – Legisladores do Brasil

Toda a estrutura montada por Geddel no governo Michel Temer foi mantida, apesar de sua demissão, em novembro passado




Desde a ausência de Geddel, o dia a dia da pasta tem sido tocado pela secretária executiva Ivani dos Santos, seu braço direito. 

A Secretaria de Governo é responsável por questões estratégicas, como liberação de recursos para emendas parlamentares, divisão de cargos entre os integrantes da base aliada e articulação de votações de projetos de interesse do Planalto no Congresso. 

 A "parceria" entre Geddel e Ivani remonta ao período em que o peemedebista foi deputado federal e ocupou a Primeira-Secretaria da Câmara, em 2003 e 2004. 

Três anos depois, ao ser alçado ministro da Integração Nacional pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele levou Ivani para sua equipe. Antes de assumir o atual posto, ela estava lotada no gabinete da liderança do PMDB na Câmara. 

 O atual chefe de gabinete da Secretaria de Governo, Carlos Henrique Menezes Sobral, também é considerado um dos "soldados" de Geddel. A exemplo de Ivani, ele ocupou uma cadeira de destaque quando o peemedebista comandou a Integração Nacional. Na ocasião, foi nomeado secretário de Desenvolvimento do Centro-Oeste do ministério. 


 Fonte: Ex-ministro Geddel mantém influência na gestão Temer - Época NEGÓCIOS | Brasil

‘Se preparem, porque, se necessário, eu serei candidato à Presidência’, diz Lula na Bahia | Blog by Goiânia

A declaração foi dada durante o 29º Encontro Estadual do MST



"Se preparem, porque, se necessário, eu serei candidato à Presidência. Se eu for candidato, é para a gente ganhar as eleições desse país", disse Lula, a uma plateia que usava bonés vermelhos com a inscrição "Estamos com Lula". 

 Mais cedo, no mesmo evento, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que o partido ainda não tomou a decisão sobre uma eventual candidatura do ex-presidente, mas que ele é "aspiração nacional". 

 Fonte: 'Época NEGÓCIOS | Brasil

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Após polêmica, Temer justifica escolha de ‘acidente’ para se referir a massacre – Eu Digo Sempre

Com a polêmica em torno da utilização da palavra acidente para se referir ao massacre de presos no Amazonas, o presidente Michel Temer usou as redes sociais nesta quinta-feira (5) para se defender e justificar a escolha do vocábulo. 

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Motivo da lentidão da Gestão: Iris afirma que Paulo Garcia deixou só em 2016 dívida de R$ 800 milhões – Setor Pedro Ludovico

Novo prefeito deu detalhes sobre real condição financeira dos cofres municipais e adiantou realização de mutirões na capital
iris-e-a-divida-fw

Iris Rezende veta indicações de Ronaldo Caiado para Saúde e Educação, diz Jornal – Eu Digo Sempre

caiado-fw

Joel Santana Braga era dado como certo no primeiro escalão da gestão de Iris Rezende, mas acabou preterido pelo peemedebista.

Mas o prefeito de Goiânia promete indicar aliados do senador do DEM para cargos no segundo escalão
 


Em Nerópolis prefeito e secretários não terão carro, combustível e celulares pagos pelo erário | Blog do Rei

Gil Tavares sabe que Fernando Sem Saneago deixou a prefeitura arrasada, mas não vai governar olhando para trás. Vai conter os gastos e trabalhar para recuperar a capacidade de investimento 
gil

 
 Fonte: Em Nerópolis prefeito e secretários não terão carro, combustível e celulares pagos pelo erário - Jornal Opção

Enquanto Dona Iris avança sobre as bases, Iris Rezende dá tratamento de 2º escalão aos deputados do PMDB – Amizade Cotidiana

Logo que o resultado da eleição foi conhecido, alguns peemedebistas anteciparam o pleito de 2018 lançando suas pré-candidaturas. José Nelto e Dona Iris saíram na frente e já trabalham para conseguir exito na disputa futura.

Iris Araújo começa a avançar sobre os colégios eleitorais de três políticos, José Nelto, Bruno Peixoto e Daniel Vilela, que devem disputar, como ela, mandato de deputado federal em 2018


 

Leia mais... Iris Rezende trata como figuras de 2º escalão os deputados José Nelto, Daniel Vilela e Bruno Peixoto - Jornal Opção

Seguidores